Destaques

Sem título

Ciência & Saúde Coletiva – maio de 2018

Por Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco

15/05/18 | 13:05

As mais elevadas causas de mortalidade no mundo são associadas à perda de qualidade de vida e à desigualdade econômica. Denominadas Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANT), se dividem em dois grupos: enfermidades crônicas (como doenças cardiovasculares, neoplasias, distúrbios respiratórios, diabetes) e acidentes e violências. A discussão sobre DANT é o eixo temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva de maio, já disponível online, sob o título Trabalho, ambiente e cuidados em saúde. As doenças crônicas não transmissíveis afetam mais os trabalhadores de baixa renda e refletem os efeitos negativos da globalização e das desigualdades econômicas e de acesso aos serviços de saúde, da urbanização rápida, da vida sedentária e da alimentação com alto teor calórico e do marketing que estimula o uso do tabaco e do álcool.

[Leia Mais] |

obje

Plataforma permite acompanhar indicadores dos ODS para o Brasil

Por Ipea – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

27/04/18 | 12:04

Segundo o presidente do IBGE, Roberto Olinto, que esteve na mesa de lançamento, o trabalho do Ipea e do IBGE é, com essa readequação, apresentar uma proposta à sociedade. “Para isso, será usada a plataforma, em que constarão dados e processos de comunicação”, explicou. Após o trabalho técnico realizado pelas duas instituições, o próximo passo será a consulta à sociedade civil.
A diretora-adjunta de Estudos e Políticas Sociais do Ipea, Enid Rocha, representante do Ipea na Comissão dos ODS, explicou que a nova agenda para o desenvolvimento sustentável é muito ambiciosa e requer uma revisão profunda dos modelos atuais de desenvolvimento para ter sucesso na erradicação da pobreza e na promoção da prosperidade compartilhada.

[Leia Mais] |

Sem título

Metrópoles brasileiras: síntese da transformação na ordem urbana

Por Observatório das Metrópoles

20/04/18 | 14:04

O INCT Observatório das Metrópoles divulga o livro “Metrópoles brasileiras: síntese da transformação na ordem urbana”, lançado no dia 10 de abril em evento no Rio de Janeiro. A publicação é a última etapa do maior desafio da proposto pela rede de pesquisa: produzir uma análise comparada sobre as transformações urbanas das principais metrópoles do Brasil nos últimos 30 anos. Organizado por Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro e Marcelo Gomes Ribeiro, o livro oferece uma contribuição relevante para a área do Planejamento urbano e Regional ao buscar sintetizar as dinâmicas locais-nacionais de convergência e divergência da ordem urbana das principais metrópoles brasileiras. “Metrópoles brasileiras: síntese da transformação na ordem urbana” é uma esforço interpretativo, fruto de uma pesquisa comparada com metodologia comum.

[Leia Mais] |

Comentários Recentes