Destaques

FOTOLIA

Comemorado em 29 de agosto o Dia Nacional de Combate ao Fumo

Por Jaqueline Pimentel

28/08/15 | 16:08

Os dados oficiais mostram que o câncer de pulmão tem 90% dos casos relacionados ao hábito de fumar. As estimativas sobre incidência de casos para câncer de pulmão, traqueia e brônquio apontam 16.400 novos casos para homens e 10.930 para mulheres, apenas no ano de 2015, no Brasil. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o tabagismo é a principal causa de morte evitável no mundo. Além da alta influência nos casos de câncer de pulmão está relacionado à 25% das mortes por doença do coração, 85% das mortes por bronquite e enfisema, 25% das mortes por derrame cerebral. Para 2030 há expectativa de um número de óbitos relacionados ao fumo que chega aos 8 milhões em todo o mundo.

[Leia Mais] |

CAPAPNS

Dados sobre a saúde de mulheres, deficientes, idosos e crianças no Brasil são divulgados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS)

Por Jaqueline Pimentel

21/08/15 | 13:08

Na manhã desta sexta-feira o Ministro da Saúde Arthur Chioro divulgou, em entrevista coletiva no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio de Janeiro, os resultados do terceiro volume da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). O estudo foi feito através de parceria do Ministério da Saúde com o IBGE e traçou um panorama sobre obesidade, saúde da mulher, do idoso, da criança e da pessoa com deficiência no Brasil. Foram consultados 64 mil domicílios. As informações apontaram que 6,2% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. A Pesquisa Nacional de Saúde considerou quatro tipos de deficiências: auditiva, visual, física e intelectual.

[Leia Mais] | 1 Comentário »

HERMANOCASTRO

Hermano Castro avalia participação da ENSP no 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva

Entrevista com Hermano Castro

14/08/15 | 10:08

Diretor da ENSP, Hermano Castro, traçou um panorama do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, realizado em Goiânia, entre 28 de agosto e 1º de setembro. “Houve reflexão e debate sobre o campo do planejamento, da gestão, dos estudos epidemiológicos, da vigilância, entre muitos outros. A ENSP esteve presente em praticamente todas essas discussões. Foi bastante reforçado, dentro do debate, a importância de se lutar por um SUS público e nacional, com uma política de reversão da privatização. Uma outra questão que foi reforçada: a importância da formação e da carreira dentro do Sistema Único de Saúde. Várias mesas abordaram o tema da força de trabalho, do reconhecimento do trabalho no SUS”,disse Hermano.

[Leia Mais] |