Destaques

Fiocruz PE

Começaram as inscrições para o curso “Epidemiologia Crítica e Determinação Social da Saúde”

Por Fiocruz PE

29/01/18 | 14:01

Estão abertas até 15 de fevereiro, as inscrições para o Curso Internacional Epidemiologia Crítica e Determinação Social da Saúde. São ofertadas 20 vagas para estudantes de mestrado ou doutorado em Saúde Pública/Saúde Coletiva com conhecimentos básicos em epidemiologia e 10 vagas para docentes ou egressos da já citada área de pós-graduação e com conhecimentos básicos em epidemiologia. Com 50 horas/aula, a capacitação corresponderá a três créditos para a pós-graduação e terá entre os docentes Adolfo Maldonado, Finn Diderichsen e Lia Giraldo.
A promoção desse curso faz parte das comemorações dos 20 anos do Laboratório de Saúde, Ambiente e Trabalho (Lasat) da Fiocruz PE.

[Leia Mais] |

poli

Risco da volta da fome no contexto do ajuste fiscal é tema da nova edição da Revista Poli

Por Portal Fiocruz

09/01/18 | 12:01

A matéria de capa da primeira edição de 2018 da Revista Poli, editada pela EPSJV/Fiocruz, aborda a volta da fome no Brasil. Especialistas e organizações da sociedade civil vêm alertando que, com o empobrecimento da população na esteira do ajuste fiscal, o país corre o risco de ser incluído novamente no Mapa da Fome da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que desde 1990 mapeia a situação de insegurança alimentar da população mundial.
Na primeira publicação da série sobre os 30 anos do SUS, o entrevistado desta edição é o professor e pesquisador Ary Miranda, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), que resgata memórias e faz um balanço da Reforma Sanitária.

[Leia Mais] |

indice

Índice mostra a vulnerabilidade dos jovens à violência no Brasil

Por UNESCO Brasil

11/12/17 | 14:12

O estudo é resultado de uma parceria entre a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) da Presidência da República e da Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), com apoio técnico do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. As estatísticas apresentadas pelo Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência 2017 serão utilizadas para embasar o Novo Plano Juventude Viva, da Secretaria Nacional de Juventude, com ações de inclusão social e autonomia para os jovens de 15 a 29 anos expostos às situações de violência nos municípios de maior vulnerabilidade para a juventude, com foco prioritário na população negra.

[Leia Mais] |