Destaques

Ana Fonseca

Políticas sociais contra as desigualdades

Entrevista com Ana Fonseca por Região e Redes

25/05/16 | 23:05

“A Constituição de 1988 foi um marco na garantia da saúde como direito e um passo importante para a universalização da cidadania, apesar de, passados 26 anos, ainda estarmos em construção”, afirma a pesquisadora do Núcleo de Estudos de Políticas Públicas (NEPP), da Universidade de Campinas (Unicamp), Ana Maria Medeiros da Fonseca, uma dos idealizadoras do programa Bolsa Família e Brasil Sem Miséria. Ela lembra que, antes de 1988, existiam apenas as santas casas, os hospitais dos alienados e as instituições filantrópicas. “Saúde universal e gratuita como a que temos hoje, apesar das diferenças regionais e intermunicipais e das dificuldades que conhecemos, estava fora do nosso universo”.

[Leia Mais] |

Sala de Convidados

Tuberculose e Determinantes Sociais da Saúde

Por Canal Saúde / Fiocruz

18/05/16 | 14:05

Nos últimos 10 anos, a doença teve uma queda de 20% no país, segundo dados do Ministério da Saúde e também houve redução na sua taxa de mortalidade, que no período caiu de 2,6 mortes por 100 mil habitantes para 2,2 mortes para cada 100 mil. Com os números que vem obtendo, o Brasil conseguiu alcançar a meta do Objetivo do Milênio de Combate à Tuberculose. Apesar do progresso, ainda ocupamos o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% de todos os casos da doença no mundo. Ainda há um longo caminho a percorrer, especialmente entre as populações mais vulneráveis socialmente, que ainda sofrem um grande risco de contrair tuberculose.
O programa Sala de Convidados, explicou como a incidência de tuberculose está diretamente ligada aos determinantes sociais da saúde.

[Leia Mais] |

Patricia

Saúde e determinantes sociais no território federativo

Entrevista com Patricia Tavares Ribeiro por Renata Leite

16/05/16 | 22:05

“O futuro do setor Saúde depende de como a democracia e a federação brasileiras serão consolidadas”, afirma Patricia Tavares Ribeiro, coordenadora do Centro de Estudos, Políticas e Informação sobre Determinantes Sociais da Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz). Para a pesquisadora, a Saúde não pode ser pensada separadamente da política, do contexto histórico, social, cultural e territorial. Nesta entrevista, ela analisa o que precisa avançar, hoje, para que a equidade e a universalidade do Sistema Único de Saúde (SUS) se mantenham como princípios na agenda das políticas de saúde no futuro. “Nos próximos 20 anos, um caminho a explorar pode ser o de soluções de governança territorial na federação brasileira”, defende.

[Leia Mais] |

Comentários Recentes