Destaques

6

Álcool: números preocupam profissionais de saúde pública

Por Graça Portela - Icict/Fiocruz

07/12/16 | 16:12

A Fiocruz sediou, em outubro, o Seminário Internacional Álcool, Saúde e Sociedade, uma parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas)/Organização Mundial da Saúde (OMS), que reuniu especialistas nacionais e estrangeiros com o objetivo de debater os aspectos epidemiológicos, históricos e culturais do consumo de álcool, assim como as políticas públicas no Brasil e na América Latina. A preocupação não é à toa. Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), uma parceria entre o IBGE e a Fiocruz para o Ministério da Saúde, realizada em 2013, que teve a coordenação científica de Célia Landmann Swarcwald, pesquisadora do Laboratório de Informação em Saúde (Lis)/Icict, cerca de 24% da população com 18 anos ou mais consome bebida alcóolica uma vez ou mais por semana. Entre homens, a frequência é quase três vezes maior (36,3%) do que entre as mulheres (13%), variando de 18,8% na região Norte a 28,4% na região Sul.

[Leia Mais] |

opas

Líderes globais concordam em promover saúde para alcançar Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Por OPAS/OMS Brasil

02/12/16 | 14:12

Líderes governamentais e organizações das Nações Unidas, governantes de cidades e especialistas em saúde de todo o mundo fizeram dois compromissos marcantes para promover a saúde pública e erradicar a pobreza. A 9ª Conferência global sobre promoção de saúde, coorganizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar da República Popular da China em Xangai entre 21 e 24 de novembro, acordou: a Declaração de Xangai sobre Promoção da Saúde, que se compromete a fazer escolhas políticas audaciosas para saúde, enfatizando as ligações entre saúde, bem-estar e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e seus Objetivos do Desenvolvimento Sustentável; o Consenso dos Prefeitos de Cidades Saudáveis de Xangai, que contém um compromisso de mais de 100 prefeitos para avançar em relação à saúde por meio de uma melhor gestão dos ambientes urbanos.

[Leia Mais] |

Desigualdades em saúde no Brasil é tema de edição do International Journal of Equity in Health

Por Observatório de Análise Política em Saúde

22/11/16 | 17:11

O International Journal of Equity in Health publicou nesse mês de novembro uma coletânea de artigos que faz um panorama das desigualdades em saúde no Brasil com dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013. A edição contém 14 artigos e três comentários com acesso aberto que abordam temas relacionados ao acesso e utilização de serviços de saúde, doenças crônicas, saúde materna, saúde mental e violência. Segundo a publicação, foram utilizados dados de mais de 60 mil pessoas e selecionados trabalhos que tocam temas-chave das desigualdades no Brasil e exploram as diferentes maneiras pelas quais as condições sociais refletem diferentes aspectos das desigualdades na saúde. A edição contém artigos sobre temas como desigualdades no acesso ao tratamento de depressão; na expectativa de vida por regiões geográficas do país; no desempenho do teste de Papanicolau e mamografia de rastreamento, entre outros

[Leia Mais] |

Comentários Recentes