Publicações do DSS-BR

Violência: ‘quanto maior a coesão, menor a coerção’

A imagem do adolescente negro, nu, preso com uma trava de bicicleta a um poste em um bairro da Zona Sul carioca, custa a sair da memória. O episódio ocorreu […]

Entrevista com Maria Cecília de Souza Minayo por Revista Radis | 30/09/14 - 16:09 | [Leia Mais] |

Confira o clipping de setembro

Estudo mostra que 508 escolas rurais não têm infraestrutura Uma pessoa no mundo comete suicídio a cada 40 segundos, diz relatório inédito da OMS IBGE divulga os números do Pnad […]

Por Equipe Editorial do Portal DSS Brasil | 30/09/14 - 15:09 | [Leia Mais] |

Imagem: Freeimages.com

Redução de mortes por causas externas depende de ações intersetoriais

Mapa da Violência mostrou que o índice de homicídios no Nordeste é de 38,9 a cada 100 mil habitantes. As ações mais efetivas, embora apresentem bons números, ganha forma na repressão de um grupo bem específico: jovem, negro e de baixa renda. A resposta que precisa ser dada para mudar esse quadro é complexa e envolve uma série de ações combinadas entre si em áreas como educação, habitação e geração de oportunidades, entre outras, além de uma mudança de cultura que tende a naturalizar e banalizar a violência.

Por Maira Baracho | 30/09/14 - 11:09 | [Leia Mais] |

Arte: CCI/ENSP

CEPI DSS E SDH Net promoveram debate sobre reforma sanitária da Colômbia na ENSP

O Centro de Estudos, Políticas e Informação sobre Determinantes Sociais da Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca promoveu dia 4 de setembro, no âmbito de atividades do projeto Social Determinantes in Health (SDH Net), iniciativa da União Europeia que realiza pesquisas sobre DSS, o evento Perspectivas sobre a Reforma Sanitária na Colômbia (1993-2014). O debate, realizado na ENSP contou com as palestras dos professores Jaime Breilh, Diretor da Área de Saúde e professor da Universidade Andina Simon Bolívar, Maurício Torres e Juan Carlos Eslava, professores da Universidade Nacional da Colômbia. O objetivo foi debater a conjuntura atual, analisar as mudanças iniciadas na década de 90 e ainda, as medidas necessárias para a criação de uma política de saúde mais equânime naquela nação. Confira os áudios sobre os temas: A epidemiologia crítica como instrumento de valorização da reforma em saúde e da construção, Mobilização social e ação coletiva na reforma e Processo sócio-político da reforma e Notas comparativas sobre a reforma sanitária brasileira.

Por Jaqueline Pimentel | 26/09/14 - 19:09 | [Leia Mais] |

Última semana de inscrições para o mestrado e doutorado  em Informação e Comunicação em Saúde na Fiocruz

Serão encerradas na segunda-feira, 29/9, as inscrições para o mestrado e doutorado 2015 do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde (PPGICS), do Instituto de Comunicação e Informação […]

Por Icict | 26/09/14 - 16:09 | [Leia Mais] |

Informação científica em saúde e desafios da comunicação na saúde são temas dos seminários oferecidos pelo Icict/Fiocruz nos dias 30/9 e 1º/10

Durante dois dias, o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), da Fiocruz, sediará dois seminários de seu Centro de Estudos: “Acesso à informação científica em […]

Por Comunicação Social do Icict | 26/09/14 - 14:09 | [Leia Mais] |

Imagem: Freeimages.com

Intersetorialidade é grande desafio para redução das iniquidades em saúde

Os problemas de saúde são parte de uma complexa questão de causalidade múltipla que afeta as populações e que exige a articulação de saberes e experiências para seus enfrentamentos. O maior desafio, segundo especialistas, está em superar a contradição entre a necessidade de integração de práticas e saberes em um aparato de Estado setorializado.

Por Maira Baracho | 25/09/14 - 09:09 | [Leia Mais] |